sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

MEU ANJO GÓTICO


Passeio pelas sepulturas abandonadas
Por entre a névoa que esfria a minha face branca
Meus olhos te buscam na solidão da noite
Nos olhos de um gato preto
em noite de Lua Cheia
Meu corpo jaz a Te esperar no vale das sombras
Na lápide de núpcias desse calafrio
Desejo teu beijo mórbido e frio
Tocando meus lábios, sentindo arrepios
Desejo ser dominada por teus braços
Envolvendo minha estreita cintura
Sinta meu seio desnudo pulsar
No meio do teu peito em partitura
Sinta meu coração sangrando
No salivar do meu lascivo beijo
Sorva cada parte de mim em desejo
Rasgando minhas vestes negras
Vem anjo gótico!
Vem dominar meus sacrilégios
antes da minha morte!

2 comentários:

  1. a meia noite se aproxima, e eu a passos apressados estou indo ao teu encontro amor, preciso saciar esse desejo infindo em te possuir nas trevas, beijar esses seios lindos que me enlouquece de tesão. vou deitar-te nua na lápide, e percorrer a deliciosa geografia do teu corpo tenro de menina-mulher em beijos, até chegar ao teu delicioso rasgo ansioso em engolir o meu imenso membro duro igual ao um cetro. os teus gemidos de fêmea ecoa no silêncio da noite, pois os mortos são apenas testemunhos desse ato apenas em espirítos. te deixo inerte e nua, depois de te possuir e desapareço saciado de amor na escuridão da noite. beijos linda!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir